Ministério Público e GARRA prendem Guardas Municipais e investigador de Amparo e Santo Antônio de Posse. Eles são acusados de participar de um grupo de extermínio.

0
106

Dois guardas municipais e um investigador de Amparo, além de um guarda municipal de Santo Antônio de Posse, no interior de São Paulo, foram presos em uma operação realizada pelo GAECO do Ministério Público e Corregedoria da Policia Civil, além do GARRA.

Os detidos são acusados de assassinar um traficante na cidade de Amparo, em fevereiro deste ano. O Ministério Público não descarta a participação destes homens em um grupo de extermínio. Os quatro homens detidos foram levados para a sede da corregedoria da Policia Civil de Campinas, onde prestaram depoimentos. Eles ficam presos de forma temporária por 30 dias.

Na casa de um dos detidos, na cidade de Amparo, a polícia apreendeu computadores, documentos, munição e uma embalagem com rótulo de pólvora.A suspeita de participação de policiais militares neste grupo de extermínio não está descartada. O caso corre em segredo de justiça, por isso os nomes dos detidos não foram revelados pelos investigadores.

DEIXE UMA RESPOSTA