15% dos idosos atendidos no HC tem sinais de agressão

0
303

15% dos idosos que são atendidos no Hospital da Unicamp apresentam algum sinal de agressão. Isso foi constatado em uma pesquisa da Pós Graduação da Faculdade de Ciências Médicas da Instituição. As análises foram feitas desde 2009, nos setores de Observação Clínica e de Urgência, com orientação da professora Maria Elena Guariento. Negligência no cuidado e abandono do idoso foram os tipos de violência com maior frequência, como comenta a orientadora. Ela ainda fala dos sinais que os idosos apresentam nestes casos e do impacto que pode ter na saúde do paciente.

De acordo com Guariento, as formas mais violentas de agressão são percebidas com sinais como apatia ou agressividade do paciente. Nestes casos, ela reforça que é difícil que idoso faça denúncia contra o cuidador. Em casos de suspeita de violência, a própria equipe multiprofissional do atendimento faz contato com Conselho Municipal do Idoso e mesmo com o Centro de Saúde ou serviços de atendimento domiciliar.

Além dos casos de agressão dentro de casa, também se verifica a incidência destas ocorrências em idosos internados em locais de repouso ou asilos. Maria Helena comenta que o trabalho de encaminhamento da denúncia contra os estabelecimentos também é feito, mas em grande parte dos casos não surte efeito.

As denúncias de maus tratos contra idosos podem ser feitas através do Conselho Municipal e pelos telefones disque 100 ou disque-denúncia, o 3236-3040.

 

DEIXE UMA RESPOSTA