HC da Unicamp faz cirurgia inédita na cidade

0
96

Uma menino de oito anos de idade foi o primeiro paciente do HC da Unicamp a passar por uma cirurgia de expansão de pele para o tratamento de queimaduras. A criança , a pouco mais de um ano, teve 45% do corpo queimado. De acordo com a equipe médica , o material usado na cirurgia, e que ajuda na reconstituição da pele afetada, já está disponível através do Sistema Único de Saúde, o SUS. O procedimento no HC, realizado nesta terça-feira, durou aproximadamente duas horas e foi executado pelo cirurgião plástico especialista em cirurgias reparadoras Dilmar Francisco Leonardi. O médico foi um dos cirurgiões que ajudou na retaguarda, em Porto Alegre, no atendimento das vítimas de queimaduras da boate Kiss, em 2013, em Santa Maria. O objetivo do HC é treinar profissionais para realizar esse tipo de procedimento com frequência.

DEIXE UMA RESPOSTA