HC da Unicamp sente reflexos da epidemia de dengue em Campinas

0
150

Diante dos problemas enfrentados em hospitais de Campinas, a reportagem foi verificar a situação do HC da Unicamp. O pronto socorro do local está em reforma, o que significa que só são atendidos os casos de urgência emergência. Um agravante é a epidemia de dengue na cidade. A assessoria de imprensa do local informou que desde o início do ano, cerca de 800 pacientes atendidos no Hospital das Clínicas tiveram o diagnóstico de dengue confirmado.

Há uma ala com seis leitos específicos para estas situações. No caso de dengue leve, a orientação é para que procure a unidade básica. Na Unicamp o atendimento nesses casos pode passar das oito horas de espera. Se for caso intermediário, o paciente é encaminhado para a hidratação e os casos graves tem amparo completo ali mesmo.

Nos horários de pico, a reclamação da espera acaba sendo inevitável. Nesta segunda-feira, a área interna do PS estava toda lotada, sem cadeiras disponíveis. Sebastião Francisco de 62 anos reclamou da demora.

Marcos Ramos de Oliveira também estava no HC da Unicamp nesta segunda-feira. Mas como chegou logo no início da manhã o atendimento foi rápido.

Sobre os impactos que o HC pode sofrer com problemas em outras unidades de saúde, a assessoria de imprensa do hospital disse que isso demora a surtir efeito.

 

DEIXE UMA RESPOSTA