Vereador propõe contas de água com cobrança mais detalhada

0
1330

Um projeto de lei do vereador Ailton da Farmácia, do PSD, quer detalhar na conta de água o cálculo para a cobrança do serviço em Campinas. A proposta, que ainda está na fase inicial de discussão nas comissões do Legislativo, estipula também a divulgação das datas de aferição.

Segundo o vereador, a Sanasa ficaria obrigada a informar a data atual e anterior das leituras, assim como a tabela com as faixas de metro cúbico. A intenção é permitir que o morador saiba em qual categoria se enquadra e ainda evitar que o cálculo seja feito em um período superior a 30 dias.

Ailton da Farmácia diz que a ideia é garantir uma cobrança justa, já que a conta atual informa apenas uma previsão de quando será feita a medição. A tarifa de água foi reajustada em fevereiro deste ano. O valor mínimo, para quem utiliza entre 0 e 10 m³ é de R$ 31,81. Depois, as taxas variam. Os preços vão de R$ 5,91 a R$ 12,41, dependendo do consumo. A tarifa social é de R$ 7,53 até os 10 m³. Acima disso, vai de R$ 0,96 a R$ 1,89.

Cientes do que pagam, os campineiros aprovaram o que chamaram de “transparência”. São os casos de Eliana Pereira e Adélio Figueiredo. O projeto de lei, segundo o vereador, está em análise nas comissões de Meio Ambiente e Legalidade. Se aprovado, segue então para votação. Procurada, a Sanasa afirmou que só deve se pronunciar depois da análise técnica do projeto pela Diretoria Comercial e pela Procuradoria Jurídica.

DEIXE UMA RESPOSTA