Campinas e região demitem mais que contratam na construção civil

0
179

O setor da construção civil apresentou mais um déficit no número de postos de trabalho no mês de fevereiro deste ano. Segundo o SindusCon, Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, o saldo foi negativo pelo sétimo mês consecutivo. Em todo o Brasil, as demissões superaram as contratações no setor. Campinas e cidades da região acompanharam a tendência nacional. Somente em Campinas, 71 postos de trabalho na construção civil foram fechados. O número representa queda de 0,39% nas vagas em relação a janeiro. O cenário nacional tem dados ainda piores: 0,56%, com mais de 14 mil demissões. Segundo o diretor regional do SindusCon, Márcio Benvenutti, o índice é preocupante, mas a tendência é de que ainda esse ano a situação possa se estabilizar.

Para o professor de economia Agostinho Pascalicchio, a crise econômica inibe o crescimento da construção civil. Mas o momento negativo da construção civil é ruim para o trabalhador do setor, mas pode ser uma oportunidade de um comprador economizar ao adquirir um imóvel, como explica o economista.

Atualmente, segundo o SindusCon, existem 18.310 trabalhadores na construção civil com carteira assinada em toda a região de Campinas, que abrange municípios como Piracicaba, Americana e Indaiatuba, entre outros. Desde fevereiro de 2016, foram fechados 2.549 postos de trabalho em todas essas cidades.

DEIXE UMA RESPOSTA