Vereador que preside a Comissão de Finanças da Câmara de Paulínia é condenado pelo Tribunal Regional Federal

0
288

O vereador , Kiko Meschiati , do PRB, de Paulínia, que preside a Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal, foi condenado nesta quarta-feira, em segunda instância, por guardar e introduzir no comércio local cédulas de R$ 50,00 falsificadas. O crime ocorreu em maio de 2004 em estabelecimentos comerciais da cidade. Na decisão, o desembargador federal Nino Toldo, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, decidiu, pela redução da pena que havia sido estipulada em primeira instância, em outubro de 2013. A pena de seis anos e três meses de reclusão em regime semi-aberto foi reduzida para quatro anos e oito meses. Em nota, o vereador disse estar “absolutamente tranquilo e certo de que a sua inocência restará comprovada nas próximas fases do processo”. Ele afirma também que seus advogados “já estão providenciando o devido recurso legal a ser impetrado em instância superior”.

DEIXE UMA RESPOSTA