Pacientes de outras cidades elevam os atendimentos na ortopedia do Hospital Estadual de Sumaré

0
194

O Hospital Estadual Sumaré, administrado pela Unicamp, está com os atendimentos sobrecarregados no setor de ortopedia. O principal motivo é a falta de atendimento especifico em municípios vizinhos. Com o aumento na demanda os  maiores prejudicados acabam sendo os pacientes de alta complexidade. A demora nos casos mais complexos, que era de no máximo uma semana, está sendo agora de 15 a 20 dias. Segundo a direção da unidade, nos últimos três anos, o hospital tem realizado em média 50% a mais de procedimentos ortopédicos de menor complexidade que poderiam ser tratados em hospitais de origem. O hospital, tem uma meta acertada com a Secretaria de Estado da Saúde de realizar cerca de 115 cirurgias ortopédicas de média e alta complexidade por mês. Para se ter uma ideia da demanda, nos cinco primeiros meses desse ano, foram realizados 816 procedimentos, sendo que deste total , 472 poderiam ter sido realizadas em hospitais de menor complexidade.

DEIXE UMA RESPOSTA