Vendas de carro aumentam em 2017, mas confiança do consumidor segue em baixa, diz economista

0
323

A venda de veículos novos no Brasil cresceu 3,65% no primeiro semestre deste ano, quando comparada ao mesmo período do ano passado, segundo dados da Fenabrave, a associação dos revendedores. Para economista da universidade Mackenzie, Paulo Dutra Constantin, a alta não é representativa para o setor e o que preocupa é que a confiança do consumidor segue em baixa.

Nos seis primeiros meses do ano, mais de um milhão de unidades de modelo zero quilômetro passaram a circular em todo o território nacional. Em 2016, foram comercializados no mesmo período pouco mais de 980 mil unidades. Em Campinas, o aumento nas vendas foi um pouco menor neste semestre, que registrou alta de 2,08%. Isso corresponde a venda de pouco mais de 13,2 novos veículos circulando nas ruas. De qualquer forma, o número  representa a metade daquele registrado na cidade em 2012, quando mais de 26 mil unidades foram comercializadas.

De acordo com o economista Paulo Dutra Constantin, a tendência é que o mercado oscile positiva e negativamente até o final do ano, quando as reformas trabalhistas e da previdência já devem ter sido votadas. Ele explica que a reação do mercado e a retomada da confiança do setor estão ligadas aos projetos do Governo Federal.

No ranking de mais vendidos, lideram as estatísticas os carros de passeio e comerciais leves, que tiveram uma alta de 4,25% no período em análise. O dado negativo nos seis primeiros meses desse ano se refere aos veículos pesados, que registrou uma queda acentuada nas vendas, de 13,8%, quando comparadas ao mesmo período de 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA