Calma e uso do ar interno são dicas contra queimadas

0
60

Quem trafega por uma rodovia e avista um trecho de queimada a poucos quilômetros de distância precisa manter a calma e reduzir a velocidade e recorrer ao pisca-alerta antes de entrar no trecho afetado pela fumaça. Do contrário, pode causar ou sofrer uma colisão.

As dicas são do piloto de testes César Urnhani, que recomenda ainda que o ar interno do carro esteja ativado para evitar uma piora da visibilidade. Outra indicação é olhar o asfalto. Quem dirige todos os dias pelas estradas e rodovias sabe muito bem onde ficam os pontos mais problemáticos.

Em Campinas, por exemplo, a Dom Pedro na região dos Amarais costuma ter fogo às margens das pistas nos dois sentidos. Cientes de um acidente grave registrado no final de agosto na Rodovia Carvalho Pinto, envolvendo 38 carros, os motoristas Agmar Pereira e Evandro Brito dizem ter medo, mesmo quando conseguem passar devagar pela fumaça.

Outros pontos afetados recentemente em Campinas foram a Estrada da Coudelaria e uma área perto da Santos Dumont.  O período ainda é de alta nas ocorrências. Somente em setembro, já foram 741 no estado de São Paulo. Os números são do monitoramento por satélite do Programa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e mostram que a maior parte dos casos, 82%, ficou concentrada nos últimos três meses. Foram 2.522.

DEIXE UMA RESPOSTA