Defesa diz ter cumprido acordo e quer aval para reabertura de hipermercado

0
502

Desde 2011, a obra do hipermercado Extra da Rodovia D. Pedro I, em Campinas, no Trevo com a rodovia Campinas/ Mogi, foi embargada diversas vezes, por determinação do Ministério Público. O supermercado, que ficou conhecido como aquele que nunca abre, tem se tornado uma incógnita para moradores da região e uma pedra no sapado para a Prefeitura de Campinas. De acordo com o Secretário de Planejamento e Urbanismo, Carlos Augusto Santoro, a administração passada aprovou a obra sem as contrapartidas necessárias e desde então o problema vem se arrastando.

Além das compensações viárias, o secretário lembra que a empresa precisa apresentar compensações ambientais e sociais, além do registro da gleba frente ao município. Providências, que de acordo o advogado do Hipermercado Extra, Edgar Leite, já foram cumpridas. Edgar alega que a empresa está fazendo sua parte, se comprometendo com as obras, orçadas em cerca de 10 milhões de Reais, e que todas as exigências estão sendo atendidas, por isso afirma que reabertura do Hipermercado só depende agora do aval do Ministério Público.

O Ministério Público já se posicionou sobre o assunto apenas informando que existe ação civil pública em fase de execução. A Rota das Bandeiras informou ter concluído as obras de remodelação do trevo do km 134 da rodovia D. Pedro I em maio de 2014, com investimento de R$ 4,6 milhões, totalmente custeado pela Concessionária. Afirma que as novas pistas, contudo, não podem ser liberadas até que haja a ampliação da passarela de pedestres existente no local e a execução de obras complementares do viário municipal, trabalhos que estão a cargo do Extra.

DEIXE UMA RESPOSTA