Consu vota propostas de implementação de cotas e vagas pelo Enem, na Unicamp

0
109

As propostas para implementação das cotas étnico raciais e a oferta de vagas pelo Enem no vestibular 2019 estão sendo votadas nessa manhã pelo Consu, que é a instância máxima de deliberação da Unicamp. O órgão já se definiu por um dos temas que é o que avalia se a Unicamp vai aderir no Vestibular ao sistema do Sisu – sistema de seleção unificado – ou se vai optar pela regulamentação de um sistema próprio que considere o desempenho do estudante durante o Enem. O grupo optou pela segunda proposta.

São 75 conselheiros que debatem vários temas. Entre os mais polêmicos, a criação de um vestibular, em que seriam destinadas 32 vagas para esse grupo quando não forem preenchidas essas vagas nas duas primeiras chamadas.

O PAAIS – programa de ação afirmativa inclusiva – é outro tema debatido. Aplicado desde 2005 ele será reformulado e o bônus deve ser somado a nota final de cada fase do exame. Seriam 40 pontos para estudantes que cursaram todo ensino médio na rede pública, 20 pontos para os que fizeram todo ensino fundamental II na rede pública. E para os estudantes que realizaram ensino fundamental II e ensino médio na rede pública são 60 pontos nas notas das provas. Nesse caso, os auto declarados pretos, pardos e indígenas deixariam de ser contemplados no PAAIS por causa dessas outras novas formas de inclusão propostas. Para as pessoas com deficiência o grupo de trabalho vai solicitar do Consu análises para verificar como pode ser feita a concessão de bônus.

DEIXE UMA RESPOSTA