Emdec admite prorrogar prazo de instalação de equipamento para eliminar dinheiro nos ônibus

0
52

O fim do uso do dinheiro nos ônibus do transporte coletivo em Campinas está previsto para o mês de dezembro, mas a Emdec já admite a possibilidade de uma prorrogação neste prazo. Isso porque os equipamentos com leitor de QR Code instalados nos veículos precisarão estar operando sem nenhuma falha. A prefeitura estima que 20 mil pessoas ainda utilizam o dinheiro para pagar a passagem de ônibus em Campinas. A tarifa é de R$ 4,50, mesmo valor do ticket com QR Code, válido para uma única viagem.

Nesta fase de teste, a implantação do sistema tem apresentado algumas falhas pontuais. São problemas no equipamento e também em alguns pontos da cidade onde a transmissão dos dados não é concluída pela dificuldade de sinal com as redes de internet. Segundo o presidente da Emdec e secretário de transportes de Campinas, Carlos José Barreiro, essas falhas eram previstas e a empresa trabalha para buscar as soluções. Ele disse que o prazo, fixado em 16 de dezembro, está mantido, mas não vê problemas caso haja a necessidade de ampliar o uso do dinheiro por mais algum tempo.

Carlos José Barreiro informou ainda que vários problemas apareceram na fase de testes, que é aproveitada pela Emdec e pela Transurc para melhorar o sistema. A Emdec  já disponibilizou mais de 300 estabelecimentos comerciais, terminais de ônibus e Poupatempo credenciados para a venda do ticket com QR Code.

DEIXE UMA RESPOSTA