Depois de 5 anos, indústria regional registra crescimento no emprego

0
52

Depois de cinco anos seguidos com saldo de demissões, a indústria da região de Campinas vai fechar o ano de 2017 com o nível de emprego positivo. Segundo dados apresentados pelo Ciesp Campinas na pesquisa de sondagem industrial, de janeiro a outubro deste ano, o saldo ficou positivo com 1.050 contratações. Entre 2012 e 2016, no mesmo período de análise, o nível de emprego registrou índice negativo, com a perda de mais de 15 mil postos de trabalho na região. O pior ano foi 2015, quando deixara de existir 5.550 postos de trabalho.

O acumulado do ano representa um aumento de 0,66%, mas quando a relação é feita em comparação aos últimos 12 meses, o índice ainda é negativo em 1,33%, representando uma queda de aproximadamente 2.100 postos de trabalho. Isso se deve ao péssimo desempenho registrado nos últimos meses de 2016. De acordo com o diretor do Ciesp Campinas, José Nunes Filho, os dados indicam retomada do crescimento, motivada pelo plano econômico do governo. O economista José Augusto Ruas disse que o quadro ruim da economia persistiu até o final do primeiro semestre deste ano, quando as empresas começaram a dar sinais de recuperação. O aumento nas contratações e também na produção são reflexos disso, mas o faturamento das empresas segue sem grandes alterações.

Os setores que mais criaram postos de trabalho na região em 2017 foram o de produtos de madeira, com crescimento de 19,3%, de produtos de borracha e material plástico, com 12,5% e produtos alimentícios, com 7,16%.

DEIXE UMA RESPOSTA