Ministério da Saúde atrasa entrega de medicamento ao Centro Boldrini

0
59

A apesar da ordem judicial, o Ministério da Saúde deixou de entregar, no mês passado, 150 frascos do medicamento usado para o combate da Leucemia Linfóide Aguda ao Centro Infantil Boldrini. Com isso a instituição, que é referencia no tratamento do câncer infantil e doenças hematológicas, foi obrigada a usar recursos próprios para importar 500 frascos da asparaginase, da Alemanha. O valor gasto e a previsão de chegada dos produtos não foram mencionados. O Ministério da Saúde rebateu as informações sobre o atraso na aquisição do medicamento e informou que hospital fez a solicitação três meses após prazo estipulado em decisão judicial. Em nota, o Ministério da Saúde informou que solicitou à Justiça reconsideração sobre o pagamento da multa pelo não fornecimento do medicamento ao Centro Infantil Boldrini. Além disso, alegou que só teve ciência sobre a quantidade a ser enviada ao hospital em oito de novembro.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA