Média de falta d’água nas cidades da RMC supera 15 horas

0
57

De acordo com os dados divulgados pelo Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento ,a duração média de falta d’água nas cidades da Região Metropolitana de Campinas chega a 15 horas e meia. Esse é o tempo atribuído a Campinas. Em seguida, aparecem Jaguariúna e Pedreira , com tempos médios de duração de 15h e 9 horas, respectivamente. As informações contam no Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgoto do SNIS , órgão da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental. O levantamento  tem como base o ano de 2016. Para o cálculo, segundo nota explicativa do diagnóstico, foi considerada a soma das durações das paralisações. Esse valor foi dividido pela quantidade de paralisações no sistema. A Sanasa explicou através de nota, que o levantamento não reflete a realidade porque vem ampliando um programa de troca de rede desde 2014. O Departamento de Água e Esgoto, o DAE,  de Jaguariúna também contestou os dados. De acordo com o órgão, os trabalhos de reparo de rompimentos de adutoras levam, em média, 5 horas no máximo, e a paralisação de água nunca afeta 100% da cidade.