Home | Notícias | Servidores da Saúde protestam contra a implantação do Cratod, em Campinas

Servidores da Saúde protestam contra a implantação do Cratod, em Campinas

Munidos com cartazes, faixas e panfletos, servidores públicos e pacientes do sistema de saúde mental de Campinas realizaram uma manifestação e panfletagem em frente a Prefeitura. O ato ocorreu no final da tarde desta quarta-feira, antes do início da reunião do Conselho Municipal de Saúde. Segundo os servidores, a Saúde Pública vem sofrendo ataques importantes por parte do próprio poder público municipal. Um dos golpes evidentes foi a demissão em massa de mais de 1.200 trabalhadores que eram contratados através da antiga parceiria com o Serviço de Saúde Cândido Ferreira.
Recentemente a Prefeitura anunciou mudanças no sistema de tratamento da sáude mental com a implantação do Cratod. Dentro da nova modalidade é previsto a internação compulsória de dependentes químicos. A medida só é tomada com autorização da justiça.
Para o servidores, o novo modelo, que ainda não entrou em vigor, nada mais é do que o desmantalamento do sistema existe. De acordo com a psicóloga, Júlia Amorim Santos, o que está sendo reinvidicado são investimentos no setor e não uma nova modalidade de trabalho, pois, os serviços prestados a essa camada da população são altamente positivos. Entre eles ela cita os Centros de Atenção Psicosocial, os CAPs AD, o Consultório de Rua e o Programa de Redução de Danos, que atende 24h por dia em uma de suas unidades.

Veja Também

Viatura da PM em frente ao 1º DP, onde o caso foi registrado (Foto: Leandro Las Casas)

Sumaré tem explosão de casos de estupro no quadrimestre

Segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública, Sumaré registrou uma verdadeira explosão nos casos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *