História

CBN – A Rádio Que Toca Notícia

A CBN – Central Brasileira de Notícias é hoje a maior rede de emissoras all news do país, que transmite via satélite 24 horas por dia de jornalismo. A primeira emissora surgiu em 1991, no Rio de Janeiro e hoje a CBN está presente nas principais cidades e capitais do país. No total, são 26 emissoras, espalhadas em 15 estados e no Distrito Federal. A rede CBN, com um estilo de programação próprio e exclusivo, conta com mais de 200 jornalistas interligados via satélite levando ao ar os fatos que acontecem no país e no mundo.

Em Campinas a CBN está na freqüência da Rádio Cultura

A Rádio Cultura foi fundada em 1953 com a denominação de Rádio Publicidade e Cultura. Sua primeira transmissão deu-se em 26 de março, daquele ano, com uma programação exclusivamente musical. Operando, de inicio, só em AM, sempre em 1390 KHz, a Cultura tornou-se uma emissora eclética com programação variada calcada no trinômio Música, Esporte e Notícia. As primeiras emissões em FM em Campinas, e talvez no interior, foram da Cultura, inicialmente em 89,1 MHz no alto do Edifício Prudência, até hoje sede da emissora. Depois em 98,9 e alguns anos mais tarde, já no “boom” das FMs, em 99.l MHz. Correu sempre nas “veias” da programação da Cultura a informação, a vida da cidade, a opinião, a denúncia, a prestação de serviços, os grandes eventos esportivos: o jornalismo na sua essência. A partir de novembro de 1991 passou a integrar a rede CBN – Central Brasileira de Notícias, do Sistema Globo de Rádio, voltada 24 horas à informação, tornando-se a Rádio Que Toca Notícia. A CBN-Campinas atua num segmento definido de ouvintes: a chamada faixa dos formadores de opinião, representada pelos adultos das classe A e B, predominantemente. A CBN-Campinas cobre um público de alto poder aquisitivo na Região Metropolitana de Campinas uma das mais desenvolvidas do estado de São Paulo e com um dos maiores IPC (Índice de Potencial de Consumo).