Municípios da região de Campinas recebem sensores capazes de detectar tempestades

0
616

Sete municípios da região de Campinas estão recebendo sensores do radar meteorológico do Cepagri da Unicamp com o objetivo de ampliar e aperfeiçoar a qualidade de informações relativas a chegada de tempestades.

Os sensores localizados em Americana, Engenheiro Coelho, Indaiatuba, Itatiba, Santo Antônio de Posse, Tuiuti e Campinas vão auxiliar  na captação de descargas elétricas dentro das nuvens em até 20 quilômetros.

Já o radar meteorológico de dupla polarização (capaz de medir a chuva tanto no sentido vertical quanto no horizontal) instalado no Campus da Unicamp, é capaz de detectar os fenômenos com até seis horas de antecedência.

A coordenadora da Defesa Civil de AmericanaMarli Rodrigues dos Santos Kiriyama comenta que será possível antecipar ações mediante o conhecimento da chegada de tempestades

 

A instalação dos sensores faz parte de um projeto denominado de SOS Chuva, liderado pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) em parceira com a USP e Unicamp e custará R$ 3,5 milhões. Ele foi financiado pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). O projeto terá a duração de 24 meses.

Marli Kiriyama comenta que, com os equipamentos, já será possível monitorar a chuva no verão do próximo ano

Além do radar e dos sensores, serão espalhados detectores de granizo, quatro estações hidrológicas completas, sendo duas em Campinas, uma em Limeira e uma em Piracicaba com transmissão de dados em tempo real e até fotografia dos rios, 30 pluviômetros automáticos e um anemômetro sônico para estudar ventos intensos na área urbana, que será instalado no próprio radar.

 

Imagem: Divulgação