Servidores municipais de Nova Odessa rejeitam proposta da Prefeitura e seguem em greve

0
673

Os servidores municipais de Nova Odessa decidiram recusar a proposta da prefeitura, e continuar com a greve, que teve início na última quinta-feira. A decisão unânime foi tomada em assembleia dos servidores realizada na manhã desta terça-feira, segundo o sindicato da categoria.

A proposta da Prefeitura, rejeitada pelos servidores, era de reajuste salarial de 4,7% de forma parcelada, sendo 1% retroativo a março, mais um 1% em setembro e outros 2,7% em dezembro. A cesta básica teria aumento de 6,1%, passando de R$ 405 para R$ 430, e a cesta de Natal subiria 290%, passando de de R$ 110 para R$ 430 reais. A categoria pede reajuste de 5% não parcelado, e aumento de 18% no vale refeição.

Desde sexta-feira uma liminar obriga a categoria a manter 50% dos serviços funcionando, sob pena de multa ao sindicato no valor de R$ 1 mil por trabalhador que não ocupar o posto. A educação tem sido a área mais afetada pela greve, segundo a Prefeitura e o Sindicato. Uma audiência entre representantes das partes está marcada para esta tarde no Tribunal Regional do Trabalho, em Campinas.