Varejo em Campinas perde 8 mil vagas de emprego desde 2013

0
504

O setor de varejo em Campinas perdeu 7.973 vagas formais de emprego nos últimos quatro anos. Os dados são da Federação do Comércio de São Paulo em parceria com o SindiVarejista da região.

Entre janeiro de 2013 e fevereiro deste ano, foram 173.098 admissões contra 181.071 demissões. Para o economista da Fecomércio, Jaime Vasconcelos, o saldo negativo é mais um sinal da crise. Segundo ele, somente o setor de farmácias e perfumarias foi bem – criou 536 vagas no período.

O economista ainda detalha que 2/3 dos quase 8 mil empregos foram perdidos em duas áreas.Uma é a de Vestuário, Tecido e Calçados, com 3.182. A outra, Materiais de Construção, com 1796.

O ranking ainda tem o setor de Concessionária de Veículos, que eliminou 961 vagas desde 2013. Mas o levantamento também considerou as ocupações que mais registraram demissões. Vendedores e demonstradores de produtos ficaram na ponta, com 2.136 vagas fechadas:

Ainda assim, o Fecomércio e o SindiVarejista percebem uma tendência de reação para o segundo semestre. Atualmente, o mercado de trabalho do varejo é composto por 70.154 vínculos assinados em Campinas.