Campinas tem caso de feminicídio e polícia aguarda suspeito se entregar, sem pedido de prisão

0
793

Campinas teve um registro de feminícidio, após a Polícia Civil encontrar o corpo da jovem Taiz de Sá da Paz de 24 anos. Ela estava desaparecida desde o dia 18 de fevereiro e o principal suspeito do crime é companheiro dela.

O empresário de 42 anos era casado e mantinha  relação extraconjugal com Taiz, que no início deste ano teve um filho do suspeito.

O delegado do Setor de Homicídios, Rui Pegolo, conta que essa situação teria sido a motivação para o assassinato da jovem. O corpo foi encontrado em um terreno alugado pelo suspeito no bairro São Judas Tadeu. Não havia marcas de lesão e acredita-se que ela tenha morrido por asfixia.

O crime teria sido muito bem planejado pelo autor. Contradições foram encontradas pela equipe de investigação coordenada pelo delegado Rui Pegolo.

Apesar dos indícios, a prisão preventiva do empresário suspeito do feminicídio não foi pedida e só será após o fim do inquérito.

O corpo de Taiz de Sá da Paz foi encontrado neste dia 13 de março.