Criança de 4 anos morre em Sumaré vítima de Gripe H1N1

0
399

A Vigilância Epidemiológica de Sumaré confirmou nesta segunda-feira, a morte de uma criança de 4 anos por gripe H1N1. O menino era morador da região do distrito de Nova Veneza e morreu no último dia 27 de abril, devido a complicações respiratórias. Esse é o primeiro caso confirmado da doença este ano e, de acordo com a Secretaria de Saúde, nenhum outro familiar e pessoas próximas à criança tiveram qualquer sintoma da doença.

Nesta segunda-feira, a Vigilância começou a imunização de alunos e professores nas escolas municipais. Estão recebendo a dose crianças de seis meses a menores de 5 anos, que integram os grupos de maior vulnerabilidade.

Os trabalhos começaram pelas escolas Alfredo Castro Donaire, Profª Eliana Minchin Vaughan, Parque Residencial Regina e Profª Nilza Thomazini e seguem diariamente nas demais unidades. Depois de percorrer as escolas municipais, a Vigilância Epidemiológica estará também nas creches conveniadas ao PROEB (Programa de Educação Básica).

Além das crianças e professores, também devem se vacinar contra a gripe idosos acima de 60 anos, gestantes, puérperas, pessoas com doenças crônicas e privadas de liberdade. A campanha é realizada nas 22 unidades de saúde de Sumaré e cada unidade possui seu próprio cronograma de dias da semana e horários. A vacina protege contra os três subtipos do vírus com maior incidência: H1N1, H3N2 e Influenza B.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe segue até dia 1º de junho e a meta é vacinar cerca de 54 mil pessoas, o que corresponde a 90% do público-alvo. Até agora, foram imunizados pouco mais de 23 mil.