Em busca de novo local, produção de fitoterápicos fica incerta em Campinas

0
270

A “Botica da Família” que funcionava desde 2004 e recebeu investimentos de R$ 276 mil em 2014 está fechada desde abril.

Na ocasião do valor investido pelo Governo Jonas Donizette, o Secretário de Saúde de Campinas, Cármino de Souza, ressaltava que a farmácia de fitoterápicos era de suma importância para a rede municipal da cidade.

Mônica Nunes, Diretora Municipal de Saúde, volta e reforçar o papel da Botica, mas confessa que nos últimos períodos já não conseguia produzir o esperado. Ela garante que mesmo sem estar funcionando, há estoque.

A “Botica da Família” funcionava em um espaço do CNPEM alugado pelo Ciatec, no bairro Santa Cândida.

Segundo a diretora de saúde, Mônica Nunes, tiveram que deixar o local a pedido do proprietário. Com isso, iniciaram conversas com a Unicamp para um novo espaço, mas ainda não há uma previsão de quando a mudança vai ocorrer. O estoque de fitoterápicos dura no máximo 45 dias.

A “Botica da Família” tinha capacidade de manipular sete mil fórmulas por mês, em média, para atender as 64 unidades de saúde.