Entidade foca imprudência no trânsito no Maio Amarelo

0
353

A campanha “Não foi acidente!” é o tema escolhido pela Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado para marcar o Maio Amarelo, mês de conscientização sobre o número de mortos e feridos em ocorrências de trânsito.

Nesse período, frases serão veiculadas nas redes sociais para mostrar o peso da imprudência e das decisões dos motoristas no cotidiano em ruas, avenidas, estradas e rodovias. A ideia é mostrar que esses casos podem ser evitados.

Segundo o presidente da entidade, José Mauro da Silva Rodrigues, o objetivo é causar reflexão diante dos números registrados em todo o País. Para ele, todas as colisões poderiam deixar de acontecer se medidas simples fossem adotadas.

Além de atribuir o problema à falta de atenção, cita também a falta de cuidado e de uso de equipamentos e recursos básicos de segurança. Entre os exemplos, o cinto nos veículos, o capacete entre os motociclistas e da faixa para pedestres.

Por esse motivo, serão usadas afirmações como “não foi acidente, se você ultrapassou em local proibido”, “não foi acidente, se você bebeu antes de dirigir”, ou “não foi acidente, se você mexeu no celular enquanto dirigia”.

Os traumas são a terceira causa de morte entre os brasileiros e lideram o ranking entre pessoas de 15 a 29 anos. Por isso o presidente da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado defende essas ações.

Na visão dele, apesar de parecer repetitivo, o tema da campanha é necessário para que seja absorvido pelos novos motoristas e usuários, já que os números indicam que mais de 100 mortes ocorrem por dia no trânsito brasileiro.

De acordo com dados do DataSUS, em 2015 o Brasil registrou 152.136 mortes por traumas. Deste total, 39.543 foram causadas por ocorrências de trânsito. Em São Paulo, no mesmo ano, 6.270 pessoas morreram em casos desse tipo.