HC da Unicamp passa a atender somente casos extremamente graves e suspende cirurgias eletivas

O Hospital de Clínicas da Unicamp passou a atender neste sábado, 26, somente casos de extrema urgência no pronto atendimento. A medida vale para atendimentos de adultos e crianças. As internações e cirurgias eletivas foram suspensas neste domingo, 27.

A decisão foi tomada em reunião da superintendência com equipes de plantão, e se dá em função da grave situação de abastecimento de insumos e de locomoção das pessoas, em decorrência do desabastecimento geral ocorrido em função da greve dos caminhoneiros em todo o Brasil.

As Unidades de Urgência Referenciada Adulto e Pediátrica estão lotadas, e com isso, desde às 18h00 horas de sábado, 26, trabalham com restrição de atendimento aos casos de pacientes extremamente graves.

Foram comunicados da decisão o SAMU, sistema de regulação de vagas do Estado (CROSS), sistema Águia de Resgate da Polícia Militar, corpo de bombeiros e unidades de resgate das rodovias que cortam a região.

Os procedimentos ambulatoriais agendados para segunda-feira, 28, e demais dias da semana, somente serão realizados na medida da presença de pessoal e insumos disponíveis, como por exemplo, rouparia esterilizada para abastecimento, provida por um serviço terceirizado.

A superintendência do Hospital de Clínicas vai reavaliar as decisões nesta segunda-feira, 28, conforme normalização dos problemas decorrentes da greve dos caminhoneiros.