Caism atende cerca de 60 mulheres com alto risco de câncer de mama por mês

0
97

O Hospital Caism da Unicamp atende 90% dos casos de câncer de mama da Região de Campinas com cerca de 800 casos mensais. Em paralelo a esses tratamentos, desenvolve assistência a mulheres que não têm a doença, mas apresentam propensão. Por mês, são entre 50 e 60 pacientes de alto risco de desenvolver algum tipo de câncer que recebem orientações e abordagens específicas para a prevenção, como detalha César Cabello dos Santos, professor do Departamento de Tocoginecologia da Faculdade de Ciências Médicas e coordenador da Área de Mastologia da Divisão de Oncologia.

Na prática, o Caism trabalha para que de fato, o câncer não apareça ou para que haja um diagnóstico precoce, aumentando as chances de cura.

Atuação conta com orientações gerais e análise do método mais adequado para cada paciente, com acompanhamento constante, sem a alta médica da mulher. Elas chegam através de encaminhamento do SUS e também pela relação familiar com outras pacientes que fazem o tratamento de câncer no Caism.

Apesar desses casos específicos, a médico da Unicamp César Cabello dos Santos alerta para quem não tem o diagnóstico de alto risco, mas tem histórico familiar da doença.

Estima-se que neste ano, 59 mil casos novos de câncer de mama sejam diagnosticados no Brasil.