Os funcionários da rodoviária de Campinas começaram a ser vacinados contra o sarampo, numa ação coordenada pela secretaria municipal de saúde. A iniciativa é necessária porque o Brasil voltou a registrar casos da doença, que é contagiosa e tem alto índice de mortalidade. A preocupação teve início com o grande número de refugiados venezuelanos que chegaram ao país por Roraima.

Porém o vírus começou a circular no Amazonas e chegou ao sul e sudeste do país, com casos confirmados no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro. Como há muita circulação de pessoas de outros estados na rodoviária, é importante que os funcionários estejam imunizados contra doença. Cerca de 500 doses da vacina devem ser aplicadas até o fim da ação, na tarde desta sexta-feira. De acordo com o médico e presidente da federação dos hospitais, clínicas e laboratórios do estado de São Paulo, Luiz Fernando Ferrari Neto, é muito importante que a população seja imunizada, para que a doença permaneça erradicada no Brasil.

A secretaria de saúde vai fazer a mesma ação no aeroporto de Viracopos, provavelmente nos dias 17 e 18 deste mês. Para a população geral, haverá uma campanha nacional de vacinação entre os dias 06 e 31 de agosto. O objetivo é imunizar crianças menores do que cinco anos. Elas também serão imunizadas contra a poliomielite e a caxumba.