Em uma assembleia realizada na noite desta quarta-feira, os servidores públicos municipais de Valinhos decidiram encerrar a greve. A paralisação, que durou dois dias, foi em protesto contra o corte de um bônus salarial por escolaridade. A medida atende uma ação do Ministério Público iniciada em 2012 e suspende o benefício que existia desde 1986.

Os trabalhadores aceitaram a proposta apresentada pela Prefeitura que inclui a concessão de vale-alimentação de R$ 500 para funcionários em exercício.De acordo com a Prefeitura, a proposta aceita pelos servidores também prevê a criação de um grupo de trabalho para elaboração de um plano de cargos e salários e o não desconto dos dias parados mediante a compensação por parte dos trabalhadores.

A Prefeitura se comprometeu também em realizar uma reunião em janeiro de 2019, onde serão apresentados números e estudos sobre o resultado de 2018 e possível elaboração de propostas para reduzir perdas.

A greve dos servidores afetou principalmente a área da saúde, educação e esportes.