Começa na próxima terça-feira, dia 9 de outubro, o processo de demolição da ponte sobre o Ribeirão Anhumas. A ponte da Rhodia , como é popularmente conhecida está Interditada desde 2014. A interdição ocorreu , após um laudo técnico apontar a existência de problemas estruturais no loca. A ponte é uma das principais ligações entre o município de Paulínia e o Distrito de Barão Geraldo.

As obras tiveram início na última semana e, de acordo com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos de Paulínia, já foram realizados os procedimentos para início da demolição e a retirada da capa asfáltica. A obra está orçada em  R$ 5.968.050,35.

Por se tratar de ponte instalada na divisa entre os municípios de Paulínia e Campinas, as prefeituras firmaram um Termo de Cooperação, que pontua as obrigações de cada cidade.

Enquanto Paulínia é responsável pelo pagamento e execução das obras, Campinas tem como obrigação a retirada, transporte e destinação final do material remanescente da demolição da ponte, apoio e fornecimento de transporte para o material de aterro, e a apresentação dos planos de mitigação e recuperação ambiental que visem reverter danos aos impactos ambientais, mantendo a área em perfeito estado.

Após a demolição, a empresa vencedora da licitação irá construir duas novas pontes de 56 metros de extensão, sendo  uma sentido Campinas/Paulínia e outra no sentido Paulínia/Campinas. A empresa terá oito meses para concluir as obras.