O vereador Paulo Galtério, do PSB, de Campinas, foi condenado  a perda do mandato, suspensão dos direitos políticos por três anos e pagamento de multa em ação de improbidade administrativa.

A medida foi tomada pelo juiz Mauro Fukumoto, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campinas.

A ação civil de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público do Estado de São Paulo contra Paulo Sérgio Galtério foi distribuída à Justiça em setembro de 2017.

De acordo com o texto o parlamentar mantinha três funcionários comissionados em trabalhos simultâneos em seu escritório de advocacia.

Na decisão o magistrado afirma que é “nítida responsabilidade” do vereador por ato de improbidade, “decorrente da violação aos princípios da moralidade, da legalidade e da eficiência”.

A condenação da  Justiça é em 1ª instância e o político já adiantou que irá recorrer.