O Prefeito de Vinhedo, Jaime Cruz, teve o cargo mantido após votação na Câmara de Vereadores.

Para que o chefe do Executivo fosse afastado, seriam necessários nove votos favoráveis, que representariam dois terços do plenário. Ele obteve sete votos a favor da cassação e seis contra, e o processo foi arquivado.

 

A denúncia contra Jaime Cruz foi feita por um morador, que apontava supostas irregularidades na prestação de contas de 2015, que foi reprovada pelo Tribunal de Contas do Estado.

 

Em maio, a Justiça determinou que o pedido de cassação fosse votado. Em agosto, foi aberta a Comissão Processante pelo Legislativo, com oito votos favoráveis e quatro contrários.