” Descubra ” o som de Grey & Hanks !

0
685

Espalhe a  melodia sobre uma base bem dançante. Abuse do baixo, pois ele da um sabor especial.  Acrescente alguns arranjos de cordas e inclua muitos instrumentos de sopro. Aproveite bem a consistência da voz do cantor, mas não esqueça de criar refrãos  que também valorizem as vocalistas de apoio. Convide músicos de talento e junte tudo pra que essa mistura de resultado Depois de pronta, não faça qualquer divulgação dessa receita. A analogia com um prato de comida que pouca gente experimenta se encaixa perfeitamente nos dois discos da dupla americana Grey & Hanks. A voz potente é de Zane Grey. O tecladista é Len Ron Hanks. Os dois conseguiram contrato com a gravadora no final da década de 70. Isso só aconteceu porque eles eram compositores que trabalhavam para uma agência que há anos vinha vendendo as obras criadas pela dupla para diversos artistas ligados ao Soul e ao Funk.

Os dois discos lançados por Grey & Hanks são de 1978 e 1980 em foram produzidos pela dupla. Na hora de chamar os músicos para a gravação os contatos em Los Angeles fizeram toda a diferença. A linha de saxofone, trombone e flauta foi executada pelo Phoenix Horns, grupo que acompanha o Earth, Wind & Fire. O guitarrista Al Mckay pertencia a lendária banda e também colaborou. Já a outra guitarra ficou a cargo de Wah Wah Watson, profissional que tem uma lista interminável de participações em grandes obras. Igualmente requisitado em estúdios e shows , Freddie Watason, foi o baixista convidado.

Grey & Hanks se conheceram, ainda adolescentes, no colégio. A Paixão  pela música fez com os dois procurassem um curso que aprimorava as capacidades de criação de compositores. Um produtor ligado ao cantor Jerry Butler escutou os garotos e resolveu contratá-los. Eles foram ganhando destaque até assinarem obras para nomes importantes do soul e do funk, como Tavares LTD e Millie Jackson.

 

GreyHanks-2016-2

 

O fato de poucas pessoas conhecerem a dupla Grey & Hanks tem uma explicação fácil. É que nenhuma medida foi tomada na época para promover dos dois lp’s . Não  existe  qualquer registro de show, entrevista em jornais ou revistas e nem participação em programas e nem participação em programas de Tv. O único sinal de reconhecimento veio de algumas discotecas americanas que apostavam em tudo o que era dançante.

Logo após o lançamento do segundo disco a parceria terminou, pois o tecladista Hanks abandonou o meio artístico para se dedicar a religião. Zane Grey continuou nos bastidores como compositor. Os amantes da Black Music, no entanto, tiveram uma ótima surpresa em 2009  quando os dois discos da dupla Grey & Hanks foram relacionados num único cd.  Essa foi a oportunidade de antigos e novos admiradores acompanharem na íntegra as 17 canções que não deixam ninguém parado.

 

Acompanhe esta edição

 

entre em contato

musicaecultura@cbncampinas.com.br

produção

Walmir Bortoletto

edição

Paulo Girardi