O Tribunal Superior Eleitoral negou recurso do prefeito cassado de Paulínia, Dixon Carvalho, que tenta reassumir o cargo.

Ele e o vice, Sandro Caprino, tiveram prestações de contas das campanhas reprovadas pelo TRE.

O vereador Du Cazellato (PSDB), presidente da Câmara, assumiu interinamente o comando do município até que seja organizada nova eleição direta.

Em 2017, a Justiça Eleitoral havia cassado os mandatos de Dixon e Sandro por abuso do poder econômico, por causa dos recursos usados na campanha eleitoral de 2016.

Os dois permaneceram nos cargos, mas em agosto ocorreu uma nova decisão, desta vez do TRE.

Em nota, Dixon Carvalho disse que continua confiante em retornar ao cargo e acredita que poderá reverter a situação com um recurso que ainda deve ser julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral.