O Blues de Stevie Ray Vaughan

0
1583

Ao desobedecer as ordens do irmão mais velho para não se aproximar de sua coleção de discos e principalmente de seus instrumentos . Que Stevie Ray Vaughan descobriu sua paixão pela guitarra e sua identidade com o blues.

Esse Texano nascido em Dallas em 1954 começou a forjar o seu som, influenciado pelo Blues de   Jimmy Reed, Albert Colins,  BB king  entre outros .O irmão mais velho  viu no caçula desobediente um talento nato e decidiu  presenteá-lo com uma de suas guitarras.

Depois de participar de  algumas bandas locais ele foi para Austin, a capital do Estado e acima de tudo do blues. E por lá o jovem guitarrista que na época era conhecido por Little Stevie,  dividiu o palco como seu maior influenciador Albert king na mitológica casa Antones, e depois desse show os encontros foram inevitáveis.

A guitarra preferida de Stevie Ray era a sua Fender Stratocaster 1959 toda desgastada e com as letras SRV grudadas no escudo. Com um som característico por usar cordas mais espessas Stevie fazia sua guitarra num momento sussurrar e em outro gritar seguindo o exemplo de  Jimi Hendrix.

A partir  1983 já como líder da emblemática banda Double Trouble com baterista Chris Layton ,  Tommy Shanon no baixo e posteriormente  Reese Wynans nos teclados . Stevie Ray deu início a fase dourada de sua carreira  que foi prematuramente interrompida aos 35 anos em função do  fatídico acidente de helicóptero em 1990.

Sucesso de publico e crítica  Stevie Ray conquistou respeito dos mestres do blues  e  admiração dos amantes do Rock n roll.  A mágica sonora do grupo transbordou mundo a fora e angariou fãs por todos os lados.

O maior desafio na vida de Stevie Ray Vaughan foi a sua luta contra a dependência em drogas e álcool. E depois de passar um ano internado em uma clínica de desintoxicação o guitarrista deu a volta por cima em 1988 e lançou o excelente trabalho In step, que ganhou o Grammy de melhor disco de blues contemporâneo.

O Blues marcante do   guitarrista  Stevie Ray Vaughan  conquistou o respeito dos mestres e influenciou os jovens a descobrirem  o gênero.

acompanhe esta edição

entre em contato

musicaecultura@cbncampina.com.br

produção

Walmir Bortoletto

edição

Paulo Girardi