A quebra de um padrão !

0
605

Pense uma coisa :

– Não  é interessante  mudar os caminhos da vida vez em quando e assim encontrar novas possibilidades ?  Foi justamente isso que o quarteto liderado pelo pianista Dave Brubeck fez com o jazz no disco Time out, mas sem nenhuma presunção.

Rompendo com o formato padrão de compasso 4/4, essa produção de 1959 é informação, não básica, mas fundamental para quem gosta de música. Sofisticados mas ao mesmo tempo de fácil assimilação para qualquer ouvido, os sete temas de Time out são um verdadeiro prazer sonoro.

Pitadas de música clássica, a qual Dave Brubeck  era  fã por influência de sua mãe, notas em repetição que oferecem um agradável hipnotismo e músicos de bastante talento, criaram temas  que se tornaram verdadeiros clássicos do  jazz.

O envolvente tema Take five, foi  composto pelo  saxofonista Paul Desmond, parceiro que possuía um entrosamento telepático com Dave Brubeck  que   foi o 1º  artista de jazz a ser capa da revista Time em 1954, fato que se repetiu em 59 com o sucesso pela excelente   marca de 1 milhão de cópias  vendidas.

Além de impulsionar as vendas do lp,  um outro ponto forte do tema take Five segundo o autor Paul Desmond, é o  emblemático solo de  bateria de Joe Morello.

O  contrabaixista Eugene Wright  também fez parte da  formação mais famosa  do quarteto.  O pianista e compositor Dave Brubeck que morreu aos 92 anos em 2012   na Califórnia deixou a sua marca no cenário do jazz e da música clássica.

 

Quarteto que marcou a história do Jazz

Muitos chegam a pensar que o jazz é uma música hermética, só para iniciados, mas isso não é verdade. Prova cabal disto é a obra Time Out, que serve como uma porta de entrada para quem quer conhecer   esse  instigante gênero musical  .

O disco Time Out do quarteto liderado pelo pianista e arranjador Dave Brubeck é o tema desta edição do Música é Cultura.

 

entre em contato:

musicaecultura@cbncampinas.com.br

produção

Walmir Bortoletto

edição

Paulo Girardi