Falta poda de mato, reparos nas traves e até manutenção no piso em três espaços públicos destinados à prática de esportes em Campinas. Os problemas apontados pela população deveriam ter sido resolvidos através de obras estruturais feitas uma empresa contratada pela Prefeitura. Só que a prestadora não cumpriu o contrato e até já teve multas estipuladas em Diário Oficial. Enquanto isso, as quadras seguem em mau estado.

Na Praça de Esportes Dorival Daniel Waetge, na Vila Formosa, por exemplo, o motivo da reclamação é a quadra descoberta, que está desgastada. Aline Rodrigues diz que o piso é irregular e tem rachaduras e buracos. Do lado de fora, faltam assentos para acompanhar as partidas e jogos.

Na Praça de Esportes Gilberto Campos Valente, em Joaquim Egídio, o campo tem mato alto e um dos gols, sem redes, está apoiado em um tronco. Já na Praça de Esportes Orestes Quércia, em Barão Geraldo, a quadra de areia foi invadida pelo mato. Mas pelo menos, segue usada pelos moradores. Quem relata é a aposentada Maria da Glória, que aproveita pra reclamar da falta de limpeza e remoção de galhos e principalmente folhas no local.

A Secretaria de Esportes e Lazer informou que abriu “uma licitação para construção de uma arquibancada nova na Praça de Esportes Dorival Daniel Waetge” e prometeu manutenção na quadra “ainda em fevereiro”.

Sobre a Praça Doutor Orestes Quércia, diz que “a poda da grama será feita no dia 28 de fevereiro”, quando vai retomar o agendamento de campeonatos. Sobre a quadra de areia, estabelece manutenção “para os próximos dias”.

Por fim, sobre a Praça de Esportes Gilberto Campo Valente, em Joaquim Egídio, a nota alega que “está programada a poda para o dia 22 de fevereiro” e que a “manutenção do equipamento será em 15 dias”.