Três casos de pessoas que passaram mal após bloqueio químico passar pelo Jardim Eulina são investigados pela Prefeitura de Campinas.

A possibilidade de intoxicação causada pelo produto utilizado no combate ao mosquito transmissor da dengue já foi descartada.

Na manhã desta segunda-feira a Vigilância em Saúde foi ao local e investigou a situação.

Os três pacientes que apresentaram quadro clínico compatível de intoxicação pelo produto utilizado, foram atendidos na sexta-feira e foram colhidas amostras de sangue para exames.

Nenhum dos pacientes corre risco de morte.