A vazão do Rio Atibaia ficou 37% abaixo da média história do mês de janeiro, segundo dados do Consórcio PCJ. Isso por conta da falta das chuvas típicas de verão.

Em Valinhos, onde fica o principal ponto de captação, a vazão média foi de 25 metros cúbicos por segundo em janeiro, sendo que a média histórica do mês é 39.

No ano passado, o dia com maior vazão foi 4 de janeiro, quando 51 metros cúbicos por segundo de água passaram pelo local. Já em 2019, o maior número foi registrado no dia 7 – 69 metros cúbicos por segundo.