A voz marcante de Carly Simon

0
830

Timbre de voz inconfundível e talento para escrever sobre o amor sem exagerar no sentimentalismo. Carly Simon construiu uma carreira com altos e baixos, mas nunca desistiu da música, nem quando se afastou dos palcos por causa de uma estafa e muito menos durante o tratamento para combater um câncer de mama. O esforço da mulher pra conciliar casamento, filhos e trabalho não é de hoje, mas na década de 70 não era tão comum, e Carly Simon fez tudo isso justamente no período em que mais criou e lançou discos. Ela teve dois filhos com o cantor James Taylor, isso em meio a gravações, ensaios, viagens e shows. A consequência foi uma turnê cancelada em 1980 após ela desabar em pleno palco. É lógico que a partir daí houve uma pausa para descanso, afinal Carly Simon não era nenhuma novata, pois já cantava desde a década de 60 quando fez parte de um trio com as irmãs Lucy e Joey.

Por não se tratar exclusivamente de uma intérprete, Carly Simon revelou algumas preferências curiosas na hora de compor. Ela já admitiu que gosta de fechar os olhos para se inspirar e deixar fluir a letra. Tempestades e apagões também ajudam a criar o clima que a deixa a vontade para pegar o violão ou sentar-se ao piano.

Mesmo nos anos 70, quando teve vários sucessos, Carly Simon nunca esteve entre os artistas mais populares, e alguns de seus trabalhos receberam críticas pesadas, nem por isso ela fez mudanças radicais, apenas algumas experiências normais para quem trabalha com música. Já a maneira de cantar como se estivesse fazendo uma confidência, é uma característica que mantém até os dias de hoje.

A participação em trilhas sonoras foi outro ponto forte na vida de Carly Simon, e foi justamente em 1989, quando ela aparecia pouco nos meios de comunicação e já havia iniciado uma carreira de escritora de livros infantis, que aconteceu algo marcante. A canção “let the river run” do filme “Uma Secretária de Futuro” ganhou os prêmios Grammy, Oscar e Globo de Ouro, e ela foi a primeira artista da história a conquistá-los de uma vez.

Entre acertos e erros, a novaiorquina Carly Simon merece os créditos pela contribuição que deu a música pop, especialmente com o trabalho de compositora.

A voz marcante de Carly Simon é o destaque desta edição do quadro Música é Cultura,  acompanhe !

 

entre em contato:

musicaecultura@cbncampinas.com.br

produção

Walmir Bortoletto

edição

Paulo Girardi