A Prefeitura de Campinas suspendeu a contratação de empresa privada para o fornecimento de motoristas para viaturas do Samu. A decisão consta no Diário Oficial do Município desta terça-feira. O motivo, é que um dos sócios da empresa vencedora, é médico concursado do próprio Samu.

A empresa, vencedora do Lote 2, seria responsável pelo fornecimento de 12 motoristas ao Hospital Mário Gatti e 8 que atendem nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) espalhadas pela cidade.

Segundo a lei 8666/93,, não poderá participar, direta ou indiretamente, da licitação ou da execução de obra ou serviço e do fornecimento de bens a eles necessários: servidor ou dirigente de órgão ou entidade contratante ou responsável pela licitação.

O certame, que foi suspenso pela Diretoria Jurídica e Diretoria Administrativa da Rede Mário Gatti, ainda não tem uma nova data para a convocação.