A espera por atendimento na UPA São José, em Campinas, passou de cinco horas nesta segunda-feira. A lotação faz com que muita gente aguardasse na calçada e até do outro lado da rua.

Benedito Veloso chegou ao local às 10h30 da manhã. Nesse período, conta que só passou pela triagem. Ele foi avisado que a UPA funcionava somente com dois médicos desde o início do dia.

Um papel afixado na recepção informava que a equipe estava reduzida. Por volta das duas da tarde, todas as cadeiras do espaço estavam ocupadas. Muita gente aguardava de pé.

Do lado de fora, todos os bancos ficaram cheios e pessoas esperavam nas calçadas em frente à unidade. Um deles, Fábio Henrique, acompanhava a tia e viu quando uma senhora desmaiou na fila.

Essa não é a primeira vez que a UPA do bairro São José registra problemas em abril. No dia 4, a espera chegou a oito horas no local. Na ocasião, a movimentação também era grande.

A Pasta de Saúde foi procurada para comentar as dificuldades na unidade. Em nota, alegou que “na manhã desta segunda-feira, excepcionalmente, a UPA São José trabalhou com redução de um profissional”.

Justificou ainda que a “equipe foi recomposta à tarde, ficando com cinco clínicos gerais e três pediatras atendendo a população” e que “casos de urgência e emergência são atendidos como prioridade”.

Por fim, explica que em casos de menor gravidade a espera média foi de três horas durante a tarde e que “em março, segundo a coordenação da UPA São José, foram realizadas 15 mil consultas na unidade”.