Eduardo Carnelós reiterou a inocência do ex-presidente ao falar com jornalistas na porta da casa de Temer, no bairro de Pinheiros, em SP. Ele disse que não é questão de avaliação e, sim, um fato a perseguição contra seu cliente. Ainda insinuou que justiça está sendo imparcial.