O município de Campinas é o segundo do estado com mais profissionais de enfermagem que sofrem de doenças mentais.

Segundo o Conselho Regional de Enfermagem de SP (Coren), foram entrevistados 932 enfermeiros e técnicos, dentre os 14,5 mil da cidade. Desses, 47% confirmaram ter os problemas.

Ainda de acordo com o Coren, as principais causas são jornada e condições de trabalho fora do padrão, sobrecarga, além de ausência de local adequado para descanso.

A maioria dos enfermeiros e técnicos que sofrem de doenças mentais disseram ter ansiedade e depressão.

O Coren informou que desenvolve trabalhos de prevenção com os profissionais para evitar as doenças mentais.