O ex-prefeito de Estiva Gerbi, José Carlos Silva, foi condenado pela Justiça por ter utilizado uma viatura e um guarda municipal da cidade como segurança privado no período noturno, entre fevereiro de 2005 e agosto de 2008. A utilização é indevida.

Segundo a promotoria, que fez a denúncia contra o ex-chefe do Executivo por peculato, Silva vez uso da segurança noturna sem justificativa.

O Ministério Público divulgou a decisão nesta quarta-feira, e Silva foi sentenciado a 3 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, em regime inicial aberto.

A pena foi substituída por prestação de serviços à comunidade e pagamento de um salário mínimo à entidade pública. Ainda cabe recurso.