Uma das cidades mais jovens da região, Hortolândia completa 28 anos, com desafios importantes pela frente. O principal deles é a redução da desigualdade. Se por um lado o município é desenvolvido, com um parque industrial formado por grandes empresas e que tem uma representatividade muito grande na economia da RMC, por outro há algumas regiões que convivem com problemas sociais graves, como o desemprego, pobreza e violência.

Com uma população estimada em 220 mil pessoas, segundo dados do IBGE de 2010, o Produto Interno Bruto de Hortolândia era o quinto maior da Região Metropolitana de Campinas e o 27º maior do estado de São Paulo. 81,3% da população vivia acima da linha da pobreza, 6,0% encontrava-se na linha da pobreza e 12,7% estava abaixo. Hoje, a situação é semelhante, o que leva o poder público municipal a buscar soluções para reduzir as diferenças econômicas e sociais na cidade. O prefeito de Hortolândia, Ângelo Peruggini, do PDT, disse que hoje existem duas realidades diferentes no município. Ele disse que busca investimentos para a região mais carente do município.