A Justiça de Americana aceitou o pedido da Polícia Civil de prorrogar por mais 30 dias o prazo para conclusão do inquérito que apura as denúncias contra o bispo da Diocese de Limeira, Dom Vilson Dias de Oliveira, e o padre da Basílica de Americana, Pedro Leandro Ricardo.

A Delegacia Seccional de Piracicaba investiga o caso.

Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado, é de praxe a concessão do novo prazo para término da investigação até que o Ministério Público consiga ter convicção.

De acordo com as denúncias, o bispo de Limeira teria pedido valores que chegam a R$ 50 mil para uso em propriedades particulares. O padre da Basílica de Americana é investigado por ao menos quatro abusos sexuais.