Dois ministros do STJ, incluindo o relator, votaram a favor dos pedidos de habeas corpus. Ainda faltam dois votos, mas, em caso de empate, vale o princípio do benefício ao réu.