A vitória do talento sobre o modismo

0
842

Com uma coleção de hits em sua discografia a banda inglesa Dire Straits na década de 80 viveu  o seu apogeu  figurando entre os principais astros  do rock no cenário mundial . E em 1985 seguindo o seu alto padrão  lançou  Brothers in Arms  um projeto que  entrou para a galeria  dos álbuns clássicos do Rock. Brothers in Arms o quinto disco de estúdio da banda, trouxe um elemento a mais era a versão  na  então nova plataforma  do compact disc. De olho nessa novidade a gravadora lançou algumas faixas estendidas no formato digital . O resultado,  os fãs da banda e até curiosos por tecnologia  fizeram com que Brothers in Arms fosse o primeiro cd de rock a vender mais de 1 milhão cópias .

 

Aposta no novo formato digital

 

Mas o potencial de  desse projeto   não se restringiu apenas a novidade do som digital trouxe  também uma  maturidade  do ex – professor de literatura  Mark Knopfler e  líder da banda  com as suas letras  cheias de expressões idiomáticas que abordavam   temas românticos, e reflexões  do cotidiano  alem de assuntos  não muito comuns  entre os artistas do universo pop como o sofrimento e a angústia provada pela guerra.

 

Clip de Brothers in Arms reflexão sobre o sofrimento da guerra.

 

Com uma modesta  fita demo o Dire Straits  conquistou  espaço na programação da BBC com a primeira música de trabalho  que iria se transformar no sucesso  Sultans of Swing  iniciando  assim a carreira em 1977 .  A banda  sempre contou com excelentes  músicos e o  baixista John Isley  esteve presente em todas as formações  do grupo que durou até  1995.

 

John Isley e Mark Knopfler

 

Inspirado ao ver dois carregadores que reclamavam de suas vidas ao assistirem  um clip da MTV que  diziam que se soubessem tocar algum instrumento eles  ganhariam a vida de forma mais fácil, Mark Knopfler ao lado do cantor Sting  que dividiu os vocais e escreveu a canção Money For Nothing um dos principais hits do Dire Straits,   com riff de guitarra marcante   e que rendeu um clip histórico no canal musical.

 

Clip de Money for Nothing inspiração no cotidiano

 

Com a imagem da capa do disco  espalhada por todos os lugares  mostrando  um céu azul e o violão de aço  Brothers in Arms  foi Sucesso na mídia com os vários clips,  e  quase todas as faixas tocando  nas rádios . Já  a postura desencanada da banda era oposto do modismo das roupas coloridas e os cabelos cuidadosamente penteados  bem ao estilo anos 80.

Estilo Dire Straits.

Acompanhe essa edição do Música é Cultura

 

Entre em contato

musicaecultura@cbncampinas.com.br

Produção

Walmir Bortoletto

Edição

Paulo Girardi