Campinas registrou 40,1 milímetros de chuvas nos primeiros dias de julho. O volume é justamente o esperado pelo Cepagri da Unicamp para o mês todo. A precipitação acontece em meio a uma massa de ar polar que chegou à cidade.

Mas as temperaturas mais baixas e a chuva vão perder força. No caso do frio, a professora do Cepagri, Ana Ávila, prevê termômetros subindo. A tendência é de que o aumento seja gradativo a partir de terça-feira.

A expectativa, portanto, é de que o tempo volte ao panorama anterior. O inverno vai prosseguir quente durante os dias e mais frio no período noturno. Em junho, por exemplo, a temperatura média ficou em 19,2ºC. A média histórica para o mês, conforme o Cepagri, é de 18,1ºC. No mês anterior, por outro lado, a chuva ficou abaixo do esperado. Com média histórica de 44 milímetros, choveu 10 milímetros em Campinas.